Sobre a criatividade e a inovação na construção - Gestor de Obras - Tudo sobre Construção Civil
Modelo – Questionário de análise crítica de Fornecedor
01/03/2016
Sua empresa está satisfeita com o seu faturamento atual?
03/03/2016
Mostrar tudo

Sobre a criatividade e a inovação na construção

A palavra criatividade tem origem no latim creare e significa a capacidade de criar, produzir ou inventar coisas novas. Ela pode ser aplicada em qualquer área da vida, mas no mundo empresarial sua presença é essencial para uma história de sucesso. Para ser criativo é preciso “think outside the box” (expressão em inglês que designa “pensar fora da caixa”), ou seja, fora dos moldes pré-estabelecidos. É necessário ser original e nunca imitar o que foi reproduzido milhares de vezes.

Frequentemente, a criatividade resulta em soluções econômicas para a  empresa, ou ainda melhor, no aumento do lucro. Grandes empreendedores e empresários sabem disso. Mas eles também têm me mente que nem sempre criatividade significa criar algo do zero. Esse conceito pode remeter também para inovações, com técnicas ou processos construtivos que melhoram o que já existe no mercado.

Lembre-se: criatividade e inovação andam lado a lado. Se o atributo do criativo é pensar fora do padrão, a característica principal de quem inova é nunca usar um mapa antigo para buscar novas terras. É preciso inventar ideias, ferramentas e processos diferentes, em suma, um novo caminho ou uma estratégia mais atual.

Hoje, nas companhias, a inovação pode ser considerada até mesmo um sinônimo de adaptação. Afinal, vivemos tempos em que todos tentam se moldar às mudanças ocorridas nas estruturas sociais e econômicas das últimas décadas. E, para continuar na “batalha” desse competitivo mercado de arquitetura e construção, as inovações são imprescindíveis.

Quer ver um bom exemplo disso? A arquiteta argentina Aldana Ferrer Garcia criou recentemente três modelos distintos de janela retrátil que podem ser instalados em qualquer edifício e permitem que o morador aproveite melhor a vista do apartamento. Quando aberta, a janela vira uma espécie de solário temporário, com uma área para sentar ou encostar de maneira confortável e segura para apreciar o céu lá fora. Já fechada, ela não parece nada diferente dos modelos comuns.

O projeto inovador de Ferrer Garcia foi realizado para o trabalho de conclusão do mestrado no Instituto Pratt, em Nova Iorque, como uma maneira de integrar melhor o lar com o espaço público. A ideia também é excelente se pensarmos como as residências estão ficando cada vez menores atualmente no Brasil e qualquer solução que proporcione um aumento na qualidade de vida dos residentes será sempre vista como diferencial de peso.

A arquiteta argentina está à procura de investidores para levar a iniciativa ao mercado mundial. Algum interessado por aqui? Inspire-se você também e surpreenda na próxima Feicon Batimat 2016.

 

Fbat_Banner_700x100

 

Fonte: Feicon

Comentários

comentários

Thiago Faravallo Florencio
Thiago Faravallo Florencio
Empreendedor, é CEO do Construon e do Portal Gestor de Obras.