Ramo imobiliário de self storage em foco
15/03/2016
Norma de Projeto de Estruturas de Concreto é reconhecida internacionalmente
16/03/2016
Mostrar tudo

As manifestações patológicas da construção civil no Brasil e no mundo

manifestações patológicas da construção civil

manifestações patológicas da construção civil

No mês de fevereiro o Aprendiz de Engenharia, parceiro de conteúdo do Gestor de Obras, publicou um conteúdo muito interessante a respeito das manifestações patológicas da construção civil no Brasil e no mundo. Acompanhe a seguir, e faça bom proveito.

De acordo com a definição encontrada no dicionário Michaelis (2009), patologia é ciência que estuda a origem, os sintomas e a natureza das doenças, é a que define os termos, fixa-lhes as significações, determina as leis dos fenômenos mórbidos, investiga e classificam as causas, os processos, os sintomas etc. Patologia das construções, portanto, é estudo das doenças das construções, é o campo da Engenharia que estuda as origens, as manifestações, as consequências das falhas e dos sistemas de degradação das edificações.
O surgimento de patologias em edificações sugere a existência de uma ou mais falhas, seja durante a construção ou no próprio sistema de controle de qualidade. Ao longo dos anos e de seguidos problemas patológicos, foi feita uma pesquisa em diversos continentes, para se definir qual atividade vem sendo a responsável pela maior quantidade de erros na construção civil, conforme a Tabela 1 a seguir.
É importante lembrar que, em alguns casos, as causas que originaram uma patologia foram tantas, que não se pode definir qual exatamente deu início ao problema.


Imagem

Após analisar a Tabela 1, pode-se concluir que, as principais causas dos problemas patológicos em estruturas de concreto estão na fase da execução, seguidas pela concepção e projeto,materiais e por fim problemas com a utilização e outras causas, como por exemplo, o desgaste natural dos materiais.
As manifestações patológicas de origem endógena, ou seja, causadas por fatores inerentes à própria edificação, abrangem uma maior parte das construções com patologias, que por sua vez, podem ser causadas por:

  • falhas de projeto;
  • falhas de gerenciamento e execução (desobediências às normas técnicas, ausência ou precariedade de controle tecnológico, utilização de mão de obra não qualificada);
  • falhas de utilização (sobrecargas não previstas no projeto, mudança de uso);
  • deterioração natural de partes da edificação pelo esgotamento da sua vida útil.

No início de 2014, a ALCONPAT Brasil realizou o 1° Congresso Brasileiro de Patologia, na cidade de Foz do Iguaçu/PR, com o objetivo de mapear as principais patologias ocorridas no país, e a partir daí adotarem ações para revisarem e criarem novas normas para agregar qualidade às obras, contribuindo então para os avanços na construção civil.
Neste evento foi citada a importância das normas nas conquistas já obtidas, como a NBR 15575 e suas seis partes (Edificações habitacionais – Desempenho), a NBR 5674 (Manutenção de edificações – Procedimento) e a NBR 14037 (Manual de operação, uso e manutenção das edificações -Conteúdo e recomendações para elaboração e apresentação).
Devido a esses avanços, todos ligados à engenharia no Brasil podem compreender quais são as manifestações patológicas mais comuns em cada região do país, visto que, as características locais, bem como a cultura de manutenção das edificações, são fatores determinantes para o surgimento das mesmas.

Sobre o Blog Aprendiz de Engenharia:
Nosso objetivo: em reciprocidade, compartilhar conhecimento e informação sobre o universo das engenharias, arquitetura e design, pontuando e valorizando a importância de cada uma dessas profissões na construção de edificações e cidades inteligentes, pensadas através dos conceitos de sustentabilidade, tecnologia e inovação. Conhecimento ao vento; construiremos um novo caminho.

Site: www.aprendizdeengenharia.com.br
E-mail: contato@aprendizdeengenharia.com.br
Instagram: @aprendizdeengenharia
Fanpage: facebook.com/aprendizdengenharia

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
DICIONÁRIO MICHAELIS: moderno dicionário da língua portuguesa. 3. ed. 4. reimp. São Paulo: Melhoramentos, 2009.
GONZALES, W.S. Patologias das construções. 2015. 94 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação) – Universidade Camilo Castelo Branco. Campus Fernandópolis. Fernandópolis, 2015.
SANTOS, A. Brasil avança no combate à patologia das construções. Disponível em http://www.cimentoitambe.com.br/brasil-avanca-no-combate-a-patologia-das-construcoes/ Acesso em 16 de set. 2015.
SOUZA, V. C. M. de; RIPPER, T.Patologia, recuperação e reforço de estruturas de concreto. 1. ed. São Paulo: Pini, 1998, 255 p.

Comentários

comentários