Construção: setor espera recuperação somente em 2016
01/11/2015
Em tempos de crise, conquiste novos clientes através do Marketing Digital
13/11/2015
Mostrar tudo

A luz no fim do ‘longo’ túnel

Indubitavelmente, para muitos setores, como o da infraestrutura, desde o fim de 2014 a coisa anda mal. Por vezes, de mal a pior…

Como esse setor, puxa e causa dependência de muitos outros para seu desenvolvimento, claramente a medida que o país vai lentamente (?) estagnando, ele atua como o freio da composição, e os demais setores vão se empilhando atrás dessa letargia.

Todos sabemos que crises sempre existiram, e sempre passarão. A capacidade de adaptação e de se preparar para agir rapidamente no momento em que as coisas voltam ao normal é que criam o diferencial de muitas empresas. O que nos parece, infelizmente, é que quanto mais entramos no túnel, mais parece que alguém está na outra ponta alongando o mesmo…

Talvez ‘nunca antes na história desse país’ a solução fosse tão conhecida por todos, mas ao mesmo tempo, impossível de entender quando ela vai ser colocada em marcha. Dependemos de decisões a serem tomadas na esfera federal para que, depois, haja a replicação em todos os demais níveis da administração pública. Pois é, sabemos o que precisa ser feito, e sabemos que depois que for feito, vai levar tempo até que tenhamos o rumo do crescimento de volta a algum nível descente e consistente. Ao menos para possibilitar algum planejamento. Adeus 2016…

Até lá, vamos assistir muitas empresas quebrando, encolhendo, adaptando, mudando de foco e até mesmo redirecionando seus negócios.

O lado bom da crise é que ela sempre vai nos tirar da zona de conforto, por mais dolorido que isso possa ser nessa circunstância.

Fica aqui o convite à reflexão, de como podemos nos adaptar. Obviamente que cada um, cada empresa, cada setor, com sua força e capacidade de suportar viver no momento que se apresenta, facilita ou dificulta – e muito – essa tarefa. Como não vai adiantar apenas sentar no bar e nele encontrar todas as respostas possíveis para essa e todas as crises do planeta, devemos sim pensar em como sobreviver a mais essa, em primeiro plano. Ao mesmo tempo, podemos e devemos sim buscar pensar em como se prevenir para situações como essa.

Como podemos ver, sadicamente, nosso ‘tatu’ continua trabalhando para alongar o túnel…

Comentários

comentários

Marcelo Machado
Marcelo Machado
Colaborador do Gestor de Obras