9 medidas para se tomar em obras durante a pandemia - Gestor de Obras - Tudo sobre Construção Civil
Como apresentar o preço do imóvel ao cliente?
10/04/2021
falhas na gestão da obra
7 Falhas Na Gestão Da Obra Que Você Precisa Evitar
31/05/2021
Mostrar tudo

9 medidas para se tomar em obras durante a pandemia

9 medidas para se tomar em obras durante a pandemia

9 medidas para se tomar em obras durante a pandemia

Com a chegada da nova realidade, novos desafios surgem na realização segura de obras.

Tão importante quanto organizar de forma eficiente uma renovação é tomar os cuidados necessários para que ela ocorra garantindo a segurança de todos os envolvidos – dos residentes de um determinado condomínio até a equipe que irá cuidar dessa realização.

Se você está de olho em ofertas de apartamentos a venda no Leblon e já está pensando na reforma ou simplesmente quer compreender quais são as medidas da OMS (Organização Mundial da Saúde) para trabalhos desse tipo, chegou ao lugar certo. Confira essas orientações e boa leitura!

1. Implementação de medidas de prevenção

Segundo o documento divulgado pela OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), é dever das empresas ou pessoas físicas contratantes que definam um ponto focal para implementar e monitorar as medidas de prevenção já divulgadas pela própria OMS.

Ou seja, o responsável pela obra também é responsável pela integridade dos colaboradores.

2. Restrição aos visitantes

Como existe um fluxo maior de pessoas quando uma obra está sendo realizada, é importante que o condomínio adote medidas de restrição às visitas. A medida tem como objetivo a redução ao mínimo do contato entre pessoas durante a obra.

3. Funcionários com sintomas

Independente da natureza de uma possível doença de um dos membros da equipe, é fundamental que esse colaborador fique em repouso até que não apresente mais nenhum sintoma devido ao risco de contaminação e proliferação do vírus tanto para o time quanto para os condôminos.

4. Reuniões iniciais

É importante que, ao longo da obra, sejam realizadas reuniões com todos os membros para conscientizar e reforçar informações importantes sobre o COVID-19 – como a higienização constante das mãos, a cobertura de nariz e boca ao espirrar e a prevenção à exposição do vírus de forma geral.

5. Temperatura adequada

Uma forma bastante utilizada em shoppings centers de detectar possíveis casos da doença é por meio da verificação da temperatura de quem entra no espaço. As obras devem contar com um dispositivo para fazer essa medição dos colaboradores diariamente.

6. Boas práticas no ambiente de trabalho

Assim como em qualquer regime presencial de empresas, alguns hábitos devem ser incorporados pelos funcionários: evitar apertos de mão, abraços, manter a distância mínima de 1 metro de outros membros da equipe, evitar tocar o rosto sem ter lavado as mãos e não compartilhar os próprios EPIs com os colegas.

7. Equipamentos e insumos especiais

Para aumentar a eficiência contra o risco de contaminação, a OMS pede que os responsáveis pela obra garantam a presença dos seguintes elementos no espaço de trabalho durante a realização:

• Sabão líquido

• Lenços ou talhas desinfentantes descartáveis

• Álcool em gel

• Locais para lavagem das mãos

• Máscaras

• Luvas descartáveis

• Óculos de proteção

• Termômetros digitais

8. Uso obrigatório de luvas descartáveis

O uso desse material nas obras é imprescindível devido à natureza das tarefas que são realizadas diariamente. Em obras maiores, os funcionários dos refeitórios devem sempre utilizar luvas descartáveis para a manipulação de alimentos e máscaras para evitar a propagação de gotículas por meio de tosse ou espirro.

9. Instruções das autoridades locais

Durante a pandemia, cada estado tem agido de maneira independente no combate ao coronavírus. É importante, além de seguir as orientações acima, sempre estar em consonância com as medidas impostas pelas autoridades locais para evitar quaisquer problemas.

Conclusão

Hábitos já conhecidos por todos nós, as medidas de prevenção ao COVID-19 em obras são fundamentais e fáceis de se colocar em prática para garantir a segurança de pessoas que frequentam o local da obra, colaboradores e moradores de condomínios.

Boa obra e até a próxima!

Comentários

comentários